Parque Dois Irmãos reabre nesta quarta-feira, 13

O Parque Estadual de Dois Irmãos, localizado no bairro de mesmo nome, na Zona Norte do Recife, reabre, nesta quarta-feira (13), após aproximadamente um ano e meio fechado devido à pandemia do novo coronavírus. O parque é  uma grande opção de lazer no Recife, possui 14 hectares de extensão e recebia uma média de 400 mil pessoas por ano. Em 2021, o Parque Dois Irmãos completou 82 anos de existência.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
História e ampliação do Parque 
A iniciativa de preservação da Mata de Dois Irmãos remete ao século 19, quando as terras faziam parte do engenho Apipucos e pertenciam aos irmãos Antônio e Tomás Lins Caldas. O engenho, que funcionou até 1875, ficou conhecido como Dois Irmãos, dando o nome ao povoado que se desenvolveu na região. Em 1838, o então governador Francisco Rego Barros contratou a Companhia Beberibe para fazer o abastecimento do Recife com água encanada. Parte da água distribuída pelo sistema era extraída do Riacho do Prata, manancial das terras de Dois Irmãos. Para proteger esse complexo, a Companhia e o Governo passaram a conservar a Mata.
Em 1916, o Governo do Estado assumiu o abastecimento de água urbano e criou sob a administração da Prefeitura do Recife, o Horto Florestal de Dois Irmãos com 380 hectares. Em janeiro de 1939, passou a ser o Horto Zoobotânico de Dois Irmãos, tendo como o primeiro diretor e um dos idealizadores do zoológico: o ecólogo e professor da Universidade Federal Rural de Pernambuco, João de Vasconcelos Sobrinho. Ele também foi um dos primeiros pernambucanos a lutar pelas causas ambientais no Estado.
Em 1987, toda a área de Mata Atlântica de Dois Irmãos passou a ser uma Reserva Ecológica. Já a Lei Estadual 11.622 de 1998 mudou a categoria de Unidade de Conservação de Reserva Ecológica de Dois Irmãos para Parque Estadual de Dois Irmãos. E, em março de 2014, a área do Parque foi triplicada, saltando de 380 para 1.158,51 hectares, dos quais o zoológico ocupa 14 hectares. Em dezembro de 2017, o governador Paulo Câmara assinou a escritura de desapropriação do terreno Brejo dos Macacos, que possibilitou anexar essa área ao Parque.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido contra cópia !!
Fechar
Fechar